top of page
  • Foto do escritorEdson Almeida

Ruínas de Palácio Sumério Encontradas no Iraque


O Palácio de um Rei da cidade suméria de Girsu – agora localizada em Tello, sul do Iraque – foi descoberto durante um trabalho de campo no ano passado, por arqueólogos britânicos e iraquianos. Ao lado da cidade antiga, foram descobertas mais de 200 tabuletas cuneiformes, contendo registros administrativos da cidade antiga.

O Dr. Sebastien Rey, do Museu Britanico de Londres, liderou o projeto que descobriu o palácio de 4.500 anos no atual Iraque – considerado a chave para mais informações sobre uma das primeiras civilizações conhecidas. Rey disse que quando ele mencionou o projeto pela primeira vez em conferências internacionais, ninguém acreditou nele. “Todo mundo basicamente me disse: 'Ah, não, você está inventando, está perdendo seu tempo, está desperdiçando fundos do governo do Museu Britânico do Reino Unido' – era isso que eles estavam me dizendo”, disse ele.

Ruínas do Enorme Palácio

Girsu, uma das primeiras cidades conhecidas na história da humanidade, foi construída pelos antigos Sumérios, que entre 3.200 e 2.800 a.e.c. A descoberta é resultado do Projeto Girsu, uma colaboração arqueológica, estabelecida em 2015, liderada pelo Museu Britânico e financiada pelo Museu Getty, com sede em Los Angeles.

Juntamente com a descoberta do palácio e das tábuletass, também foi identificado o templo principal dedicado ao deus sumério, Ninĝirsu. Antes desse trabalho de campo pioneiro, sua existência era conhecida apenas por inscrições antigas descobertas ao longo da primeira escavação bem-sucedida da cidade antiga.

Representação de Ninĝirsu

Recriação 3D do Templo Eninnu, dedicado ao deus Ninĝirsu. O modelo tenta reproduzir em escala menor, porém fiel, a aparência do local em seus dias de glória.

O projeto segue o esquema iraquiano financiado pela primeira vez pelo governo britânico em resposta à destruição de importantes patrimônios patrimoniais no Iraque e na Síria pelo Estado Islâmico. Desde a sua criação, mais de 70 iraquianos foram treinados para realizar oito temporadas de trabalho de campo em Girsu. As primeiras paredes de tijolos de barro do palácio, descobertas no ano passado, estão desde então no Museu do Iraque em Bagdá.

Imagem aérea do complexo.

Embora nosso conhecimento do mundo sumério permaneça limitado hoje, o trabalho em Girsu e a descoberta do palácio e templo perdidos têm um enorme potencial para nossa compreensão dessa importante civilização, lançando luz sobre o passado. A colaboração entre o Museu Britânico, conselho estadual de antiguidades e patrimônio do Iraque, e o Getty Museum, representa uma nova maneira vital de construir projetos cooperativos de patrimônio cultural internacionalmente.

"Estamos muito satisfeitos que a visita de hoje possa celebrar as recentes descobertas resultantes dessa colaboração e continuar o compromisso de longo prazo do Museu Britânico com a proteção da herança cultural do Iraque, o apoio à pesquisa inovadora e o treinamento do próximo geração de arqueólogos iraquianos em Girsu.", disse Hartwig Fischer, diretor geral do Museu Britânico de Londres.

Ele acrescentou: “Através de suas coleções, exposições, pesquisas e publicações, o Getty busca promover a compreensão e preservação do patrimônio artístico e cultural do mundo. O mundo antigo tem sido um foco particular dos programas do museu no Getty Villa e, portanto, estamos muito satisfeitos por ter feito parceria com o Museu Britânico no Projeto Girsu no Iraque. Este programa inovador fornece suporte crítico para o sítio arqueológico de importância única de Girsu, por meio do treinamento de especialistas iraquianos encarregados de seu desenvolvimento para arqueologia e turismo sustentáveis.”

Dr. Rey e Azzad Niazi, arqueólogos chefes da Operação Girsu.

O ministro da cultura do Iraque, Ahmed Fakak Al-Badrani, disse: “As escavações arqueológicas britânicas no Iraque revelarão ainda mais eras antigas significativas da Mesopotâmia, pois é um verdadeiro testemunho dos fortes laços entre os dois países para aumentar a cooperação conjunta entre os dois países."

Nós, da Equipe ArqueoHistória, estamos ansiosos por novas notícias e descobertas relacionadas! Aguardemos!

Referências:

https://www.theguardian.com/science/2023/feb/17/discovery-of-4500-year-old-palace-in-iraq-may-hold-key-to-ancient-civilisation


https://www.archaeology.wiki/blog/2023/02/20/lost-royal-sumerian-palace-and-temple-discovered-in-ancient-city-of-girsu/


 

Para Assistir o Vídeo, clique abaixo!

Agora também tenho um canal no Youtube, e o primeiro vídeo está quentinho! Já ouviu falar da famosa "Bolsa Anunnaki"? Dá uma conferida lá, garanto que não encontrarás essas informações em outros canais. Ah, e não se esqueça de deixar o like e se inscrever no canal, o canal tem apenas 2 dias e estamos chegando a 100 inscritos! Nos ajude a crescer e de quebra, aprenda de forma embasada e evidenciada.

1 comentário


Divino_ José
Divino_ José
16 de jul. de 2023

🤗🤗🤗🤗 espetacular...

Curtir
30b5d6ac-5e47-4534-a782-1fcb5b20ef80.jpg
  • YouTube
bottom of page